Amadeo, Pascoaes, S. Gonçalo, um Trovador e a Viola Amarantina juntam-se nas ruas de Amarante

Em tempo de MIMO Festival, o projeto RUA desenvolve, com os comerciantes, uma ação de promoção do comércio.

O projeto RUA – Revitalização Urbana de Amarante, promovido pela Câmara Municipal de Amarante, através da InvestAmarante, pela Associação Empresarial de Amarante, e pelo Aventura Marão Clube, através da Casa da Juventude, desenvolve a ação “Mimo a Minha Cidade”, para promover o comércio em Amarante, em especial na altura em que a cidade se prepara para receber o MIMO Festival, e também numa época de pico de afluência turística e de regresso da comunidade emigrante.

A ação “MIMO a Minha Cidade” consiste na utilização das montras dos estabelecimentos comerciais das ruas da Área da Reabilitação Urbana (ARU) de Amarante que permitem um maior efeito de galeria, personalizando-as com a incorporação de uma história que combina a ilustração com a narrativa.

Para a construção criativa das narrativas e das ilustrações, foi convidada a escritora Adélia Carvalho, e os ilustradores Anabela Dias e Diogo Cardoso. A narrativa construída consiste no encontro entre figuras chave do universo histórico de Amarante, nomeadamente Amadeo de Souza-Cardoso, Teixeira de Pascoes, S. Gonçalo, e o Trovador criador da viola Amarantina, no qual todos eles expressam um saudosismo muito típico da cultura portuguesa, no qual a principal saudade é, neste caso, a saudade de Amarante, e de vários elementos da cidade e da sua cultura.

Esta ação do projeto RUA é também desenvolvida em sinergia com a candidatura de Amarante à Rede das Cidades Criativas da UNESCO, na categoria música recentemente apresentada.

Com esta ação, o centro da cidade de Amarante fica ainda mais atrativo para a visitação, nomeadamente para fazer compras no comércio tradicional que se envolveu ativamente no projeto.

O projeto RUA foi lançado este mês de julho, sendo esta a sua primeira atividade pública desenvolvida. Mais ações serão implementadas de forma a potenciar não apenas o comércio, como também os espaços públicos do centro da cidade de Amarante, no âmbito da Área da Reabilitação Urbana.